Make your own free website on Tripod.com
Segundo Congresso Brasileiro de Extensão Universitária
UFMG, Belo Horizonte, 12-15 de setembro de 2004.

Basalto da Serra Gaúcha e sua relação com desenvolvimento regional do nordeste do Estado do Rio Grande do Sul.

Akihisa Motoki*, Lóris Lodir Zucco**, Thais Vargas*, José Luíz Peixoto Neves*
* DMPI/UERJ, **CTUR/UFRRJ
Apresentação em poster, Segundo Congresso Brasileiro de Extensão Universitária, UFMG, Belo Horizonte, 12-15 de setembro de 2004. Reconhecer diferenças constituir resultados. Fórum de Pró-Reitorias das Universidades Públicos Brasileiras. ISBN 85-7041-430-7. Download texto completo (8 pgs).
Resumo

O projeto de extensão, “Rochas ornamentais, um estudo para o ensino fundamental” (processo 46904, UERJ) tem como objetivo principal a divulgação dos conhecimentos científicos e tecnológicos de rochas ornamentais para os professores e alunos das escolas do primeiro e segundo graus. A equipe do projeto realiza também a apresentação das rochas ornamentais pouco conhecidas em prol do desenvolvimento regional. Na Serra Gaúcha, RS, ocorre uma família de rochas peculiares, chamada comercialmente de “Basalto”. Esta rocha é amplamente utilizada na indústria de construção civil, como material de revestimento de pisos e paredes. Além das aplicações na construção civil, o Basalto é utilizado com finalidades artísticas. Apesar da sua grande contribuição social no desenvolvimento regional da Serra Gaúcha, cuja principal característica advém da colonização por imigrantes italianos, que é o cultivo da uva e produção de vinho, o Basalto é pouco conhecido nas demais regiões do Brasil. Através do presente projeto de extensão universitária, o grupo pretende contribuir para o desenvolvimento regional da Serra Gaúcha por meio da divulgação das informações científicas, tecnológicas, industriais e agrícolas do Basalto, na própria região, no Brasil e no exterior.

Rochas ornamentais
Produtos