Make your own free website on Tripod.com
Parâmetros HSB

Conforme a explicação anterior, a posição dos pontos projetados no diagrama triangular R-G-B pode representar a cor dos minerais. Entretanto, para definir uma posição neste diagrama são necessários dois parâmetros independentes. Conforme as Fig. 5, Fig. 6 e Tab. 2, os valores RGB dos minerais não são parâmetros independentes, mas sim, intimamente relacionados. Se existisse um conjunto composto de parâmetros totalmente independentes, estes poderiam representar muito melhor as cores dos minerais, tais como do HSB.

O parâmetro H, hue, corresponde a própria cor, que está relacionada ao comprimento de onda, expresso em grau, de 0 a 360°. O parâmetro S, saturation, representa a pureza da cor, sendo expressa em porcentagem, 0 a 100%. Isto é, o S para todas as cores de tonalidade cinza é 0 (zero) e o S para todas as cores puras é 100. O parâmetro B, brightness, corresponde à clareza da tonalidade cinza misturada. Como por exemplo: a cor vermelha pura representada por H=0, S=100, B=100; amarela pura, H=60, S=100, B=100; verde pura R=120, S=100, B=0; ciano pura, H=180, S=100, B=100; azul pura, H=240, S=100, B=100; magenta pura, H=300, S=100, B=100; branca, H=0, S=0, B=100; preta, H=0, S=0, B=0; cinza intermediária, H=0, S=0, B=50. A Fig. 8 apresenta a relação entre os parâmetros RGB e HSB.

A Fig. 9 mostra os histogramas dos parâmetros H, S e B (brightness) para Itu, Caldas, Mesquita e Bahia, onde destaca-se a diferença destes parâmetros com os dos R, G e B apresentados na Fig. 4. Os parâmetros H e S, sobretudo o H, apresentam uma boa convergência, representados pelos estreitos picos e os valores de desvio padrão, também, são pequenos (Tab. 1). O desvio padrão relativo à largura da faixa total, expresso como SD% na tabela acima citada, indica esta tendência mais expressamente. Como por exemplo, o SD% para o parâmetro A destas amostras é, respectivamente, 3.58, 6.81, 5.44, 5.35, porém, o SD% para o parâmetro H é, respectivamente, 1.00, 2.45, 1.99 e 2.87. Em comparação com RGB, a forma dos histogramas do H e S é mais próxima à distribuição normal de Gauss.




Fig. 8 - Relação entre os parâmetros RGB e HSB. Uma cor definida pelos parâmetros R, G e B é projetada no presente diagrama como a soma dos vetores R, G, e B, cujo comprimento máximo é 100%. Quando a moda destes vetores é C, O ângulo entre os vetores A e C e o comprimento do vetor C correspondem respectivamente ao valor do H em grau e ao do S em porcentagem.



Fig. 9 - Histograma do parâmetro HSB para Itu, Caldas, Mesquita e Bahia. Por motivo técnico, a escala do parâmetro H do Itu é de 0 a 360º, porém, a das outras amostras é de -79° a 180º.



Desta forma, conclui-se que o parâmetro H é o mais estável, seguido pelo parâmetro S, e a variação de cor em cada pixel é devida, principalmente, à dispersão do parâmetro B (brightness). Ao contrário dos parâmetros RGB, o índice R2 entre H-S, S-B e B-H é muito baixo, não se observando uma notável correlação no diagrama H-S (Fig. 10). Este fato significa que os parâmetros HSB são fatores independentes. Conseqüentemente, o diagrama H-S (hue-saturation) é considerado como mais adequado para representar as cores de um determinado mineral nas rochas ornamentais.



Fig. 10 - Diagrama H-S (hue-saturation) para Itu, Caldas, Mesquita e Bahia. Este diagrama é o mais recomendado para a análise da cor dos minerais.



Análise das cores
Retornar
Avançar