Make your own free website on Tripod.com
Aplicabilidade às amostras com superfície irregular

Em amostras de rochas coletadas no campo, é fácil encontrar uma face quebrada por martelo com relevo relativo máximo inferior a 6 mm. A imagem destas amostras podem ser digitalizadas pelo presente método em resolução 600 dpi, sem perder a qualidade de definição óptica (Fig. 6). A imagem adquirida possui resolução comparável à de observação com uma lupa de baixo aumento (5x).

Em comparação com o bom desempenho na definição óptica, a reprodutividade das cores nas amostras afastadas a partir do plano do scanner não é muito atraente. Com afastamento de 6 mm, a perda na definição das cores chaga a ser de 18 %. Na distância de 9 mm, a perda se torna 26 %. Desta forma, para obtenção das imagens com perda na qualidade das cores inferior a 10 %, a rugosidade da face a ser submetida deve ser menos de 4 mm (Fig. 10). Entretanto, na prática, encontrar uma face com esta condição nas amostras quebradas por martelo não é difícil.

Em apenas poucos casos, deve-se utilizar o plano com relevo relativo máximo de 9 mm. Neste caso, pode-se utilizar a resolução 400 dpi, mesmo assim, a definição é muito superior à obtida a olho nu. Em caso extremo, com relevo máximo de 15 mm, deve-se utilizar a resolução 200 dpi, cuja imagem possui definição correspondente à do olho nu.


Scanner
Retornar
Avançar